domingo, 12 de julho de 2009

O vendendor de sonhos

Atualmente estou lendo o livro de Augusto Cury cujo título é " O vendedor de sonhos - O chamado". Muitas reflexões tem me chamado a atenção na leitura deste romance...
reconhecer nossa fragilidade enquanto espécie humana,o quanto devemos ter cuidado quanto tentamos ser "normais", já que às vezes é necessário que os outros nos vejam como loucos para que sejamos felizes... Lembrei-me do Mestre Jesus...quem poderia imaginar que Ele escolheria aqueles homens que escolheu para chamar de amigos...eram o que de pior existiam na sociedade, pescador, cobrador de impostos... e Ele os chamou e segundo a Palavra, "chamou os que quiz"...quiz aqueles "loucos" mas que sabiam verdadeiramente o sentido de amar...eram os complicados que Jesus escolhia, e era justamente os complicados que tanto souberam amar...

Um comentário:

Mah disse...

Aprendi essa irrefutável verdade há 4 anos pelas sábias palavras cantadas do Pe. Fábio, na música "Humano demais"... mesmo "enterrada" na igreja há tanto tempo, confesso que só há pouco acordei para a graça que é ter um Deus que é amor e misericórdia, e que Ele veio mesmo para os doentes e miseráveis como eu. É difícil entender porque logo Mateus, Zaqueu, Madalena... Marianne... insondável esse mistério... perfeito!

beijo grande!