terça-feira, 9 de novembro de 2010

Coragem


Segundo o dicionário, coragem é habilidade de confrontar o medo, a dor, o perigo, a incerteza ou a intimidação.
Partindo então deste conceito, coragem é algo que me falta, e muita gente não sabe...
Tem muitas pessoas que me vêem como uma pessoa corajosa, que diz o que pensa, que fala no impulso. Bruta eu sou, mas corajosa, é só uma capa que uso pra esconder a minha real identidade.
Não sei confrontar o medo, lidar com o perigo e incerteza é algo que me incomoda profundamente.
Hoje sei que sou mais medrosa e sensível até do que eu mesmo podia imaginar. Tenho tentado me conhecer, me compreender e este conhecimento tem sido doloroso, é bem mais fácil você ser um personagem do que ser ator. Representar é melhor que viver a vida real, dói menos, sofremos menos também.
Queria ter coragem, ser como o pequeno Davi, que com apenas cinco pedrinhas enfrentou o gigante.
Acho que "Os golias" de minha vida, não podem ser derrubados com apenas cinco pedrinhas...
O pior é que boa parte destes gigantes, encontram-se dentro do meu eu, será que devo jogar pedra em mim mesma? Ah! Sei lá, só sei que queria ter coragem...

3 comentários:

Pati Eça disse...

"O pior é que boa parte destes gigantes, encontram-se dentro do meu eu,"

E precisa ser muitoooooo corajosa pra reconhecer isso. E tenha certeza baixinha vc é corajosa sim. Quantos gigantes você já derrubou na sua vida? Eu já vi muitos, vc sofreu muitas vezes mais venceu a todos.
Cheirinhooooooooooooooooooooo

Mah disse...

Quero comentar duas partes:

A primeira:"Tenho tentado me conhecer, me compreender e este conhecimento tem sido doloroso, é bem mais fácil você ser um personagem do que ser ator."

- É por isso que tanta gente foge da terapia... mas, acredite, quando vc se conhece de verdade, o mundo gira de outra forma pra vc.

O segundo:"O pior é que boa parte destes gigantes, encontram-se dentro do meu eu, será que devo jogar pedra em mim mesma?"

- Nãããão! Pelo amor de Deus! Já bastam as pedras que o povo da Renovação Carismática jogou na gente (rsrs). O auto-conhecimento permite que nos moldemos e, à medida que esse moldar vai acontecendo, as coisas grandes que vivem apertadinhas dentro da gente fluem para fora; umas naturalmente, outras em meio a dores de parto. Mas acredite, depois que vc as vê do lado de fora, se percebe leve e pronto a continuar se moldando.

beijo!

Lari disse...

Ai, Veu me vi tanto neste texto seu...
tbm sou assim, as pessoas olham pra nós e nem imaginam que a gente tem sentimentos, que a gente ri, chora, sofre acerta e muitas vezes erra.
descubra sim quem é vc. Mais jamais se esconda dos seus amigos, pode ter certeza que eles são um ponto de equilibrio nesta descoberta.
Ah, não jogue pedra em vc não...
a gente já se violenta dmais, chega de dor né?
Plante flores e vc poderá reconher elas do seu caminho.

Bjo